Energisa Juntos

Energisa oferece benefício da Tarifa Social a mais de 10.000 indígenas e trabalha para dobrar este número

Principal distribuidor de energia da Amazônia Legal, região onde habita a maior parte da população indígena do Brasil, Grupo reforça a comunicação para estender o benefício

Publicada em: 23/05/2023

 Categoria:

 Comunidade

 Região: 

Região: 

Brasil

Tarifa Social

No Brasil, vivem atualmente cerca de 1 milhão de indígenas, divididos em 305 povos e falantes de 274 línguas diferentes. Eles representam 0,5% da população brasileira e estão presentes em 80% dos municípios do país, tanto em áreas rurais como urbanas, concentrados especialmente nos estados das regiões Norte e Centro-Oeste.

Desde 1943, a data de 19 de abril passou a ser dedicada aos povos indígenas no Brasil. Inicialmente batizada como “Dia do Índio”, desde o ano passado a data passou a ser chamada de “Dia dos Povos Indígenas”, termo que significa “originário” ou “nativo”, sendo considerada uma forma mais respeitosa de se referir a essas pessoas e reconhecer a sua diversidade e ligação com as terras que habitam há milhares de anos. Mais do que uma celebração, a data nos remete à reflexão sobre a história destes povos, que ainda lutam pelo direito de viver em suas terras nativas e mantê-las preservadas.

Um benefício que as comunidades indígenas e quilombolas já têm direito e muitas vezes não sabem é a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE). Trata-se de um programa criado e subsidiado pelo Governo Federal que concede descontos na tarifa de energia elétrica para famílias de baixa renda ou vulnerabilidade social. Indígenas e quilombolas podem ter sua conta de energia completamente zerada, desde que atendam a alguns requisitos:

– É importante destacar que o desconto pode chegar a 100% para esse público, caso o consumo seja de até 50kWh ao mês. Se for de 51 kWh a 100 kWh, o desconto é 40%; de 101 kWh a 220 kWh, o valor descontado na fatura será de 10% e a partir de 221 kWh, não há desconto – explica Narjara Camelo, coordenadora da Energisa Tocantins.

O Grupo Energisa é o principal distribuidor de energia da Amazônia Legal, região onde habita a maior parte da população indígena do Brasil, muitas vezes em áreas de difícil acesso. São mais de 180 povos indígenas, muitos deles em grupos isolados. além de mais de 1.000 comunidades quilombolas. A Tarifa Social já beneficia mais de 11.431 indígenas e quilombolas via atendimento da Energisa, mas tem o potencial de alcançar outras 38.718 famílias, segundo levantamento da empresa.

A inclusão no programa de desconto no valor da energia é automática, de acordo com dados do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). No entanto, a falta de atualização das informações por parte desses clientes tem impedido o acesso ao benefício social.  Esse procedimento pode ser feito no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de cada município. Apesar de a inscrição automática ser obrigatória, o cliente pode solicitar pessoalmente o benefício em uma agência de atendimento.

– A Energisa realiza a cruzamento de informações com a base de dados do Governo Federal para identificar clientes que possuem perfil para receber a Tarifa Social. Se o cliente atualizar seu cadastro e informar a Energisa por um de nossos canais de atendimento, o processo de recebimento do benefício será ainda mais ágil – reforça Narjara.

Saiba mais sobre o benefício e como se cadastrar. Para mais informações sobre o Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, o cliente pode entrar em contato por um dos canais de atendimento da Energisa:

Compartilhe essa notícia