Energisa Juntos

Usina Cultural Energisa Nova Friburgo reabre com exposição e temporada teatral

Cursos e oficinas complementam a programação do espaço, que mantém edital aberto para receber propostas culturais ao longo do ano

Publicada em: 29/02/2024

 Categoria:

 Sustentabilidade

 Região: 

Região: 

Rio de Janeiro

A Usina Cultural Energisa Nova Friburgo retornou às atividades na sexta-feira, 23 de fevereiro, com a entrega da reforma do teatro da Usina aos artistas e à população de Friburgo. Localizada no antigo prédio do escritório da Companhia de Eletricidade da cidade, a Usina conta com duas galerias, um teatro e um café, sendo um dos principais espaços culturais da cidade. O Instituto Energisa, responsável pela manutenção dos espaços culturais da Energisa, mantém aberto um edital de ocupação pra quem quiser propor projetos.

Exposição UnoDiverso (projeto Resistência Artística)

O projeto Resistência Artística abriu as atividades do ano com a exposição UnoDiverso, que segue em cartaz por tempo indeterminado. Em 2022, o projeto já havia se destacado com uma temporada de intervenções artísticas em homenagem à Semana de Arte Moderna de 1922, levando mais de 20 mil pessoas para a Usina. No ano passado, a mostra Tecnoscópio: Observatório Digital apresentou um panorama da arte digital em diálogo com novas tecnologias, com experiências multissensoriais e sinestésicas entre imagens, sons, movimentos e luzes. Desta vez, o primeiro piso do espaço recebeu um novo layout cenográfico para proporcionar uma experiência renovada para a exposição, que mescla técnicas de pintura, fotografia e colagem. Com a curadoria de Mario Massena, Mario Moreira e Tiago Vianna, a mostra apresenta a produção de oito novos artistas da região, selecionados por meio de um edital: Ana Carolina Turque, Ana Paula Marques Mikoczak, Bruna Dias, Charles Zippi, Flora Lis, Guilherme Caetano, Jhasmyna e Rui Possodelli, além da artista convidada Elis Pinto.

O projeto Resistência Artística tem a capacidade de inovar e diversificar a produção de artes visuais na região serrana e tem total sinergia com a proposta curatorial do Instituto Energisa para a região. Foi um projeto que conseguimos mobilizar, criar vínculo e parceria. Assim, a Energisa contribui diretamente para o desenvolvimento sustentável de Nova Friburgo. Com a abertura da exposição UnoDiverso, incentivamos novos talentos, a produção cultural impulsionando economia criativa”, comentou Eduardo Mantovani, diretor-presidente da Energisa Minas Rio.

A abertura da temporada teatral ficou por conta do Usina Viva, projeto que já realizou uma série de ações no ano passado, como o badalado Festival de Verão, retornando agora com uma série de espetáculos e cursos na Usina Cultural Energisa.

A peça Todo o tempo do mundo, dirigida por Bernardo Dugin (adaptada do texto do autor Luis Erlanger), teve uma apresentação única, acompanhada de oficina com os atores Tânia Noguchi e Bernardo Dugin. O fim de semana também contou com a oficina “Elaboração de projetos culturais”, com Cris Campos, professora do Departamento de Arte e Produção Cultural da UFF, numa oportunidade de formação gratuita e de qualidade para quem quer aprender a colocar em prática suas propostas cultuais.

No começo de março, o ator Tomás Braune inicia o seu curso de teatro, com aulas duas vezes por semana (terças e quartas, de 19h às 21h) até julho. Através da elaboração de partituras corporais e células coreográficas, cada participante criará um pequeno solo, a ser apresentado ao fim do curso. Tomás é formado em Direção Teatral pela UFRJ, é escritor e criador do projeto Laboratório de atuação teatral, e integrou o elenco da Armazém Companhia de Teatro e da Companhia Volante, ambos sediados no Rio de Janeiro, e da Cia. Pia Fraus, de São Paulo.

O ator e professor Tomás Braune
O ator e professor Tomás Braune

O Usina Viva retorna com força em 2024 com nossa programação de formação, que é a base do nosso trabalho. O curso de teatro com Tomás Braune propõe um resgate dos cursos da atriz Daniela Santi, que formou muitos artistas na região, inclusive o próprio Tomás”, destaca Guilherme Rezende Jr., produtor responsável pelo projeto.

Nas próximas semanas, a Usina recebe ainda as audições do filme Primeira Lei, dirigido por Murilo Azevedo, nos dias 06 e 07 de março de 2024, às 19h30. O evento irá promover discussões sobre o filme e a produção audiovisual.

Para quem tem interesse em se apresentar na Usina, o Instituto Energisa segue aberto para o recebimento de projetos de ocupação gratuita dos seus espaços. Artistas e produtores podem enviar suas propostas a qualquer momento, com resultados de seleção sendo divulgados a cada trimestre. O edital e o formulário estão disponíveis no final desta página.

Para mais informações sobre a programação completa da Usina Cultural, siga a página do @institutoenergisa.

Serviço:

  • Exposição UnoDiverso

    Data: a partir de 23/02/2023 (de terça a sábado)

    Horário: das 13 às 20h

    Entrada gratuita

    Classificação livre
  • Curso de teatro com Tomás Braune

    Data: de 05/03/2024 até julho

    Horário: terças e quartas às 18h

    Inscrições: formulário de inscrição
  • Audições do filme Primeira Lei, de Murilo Azevedo

    Data: 06 e 07/03/2024

    Horário: 19h30
  • Edital de seleção de ocupação gratuita dos centros culturais 2024

    Período de inscrição: ao longo de 2024

    Divulgação de selecionados: 30/04, 30/07 e 30/10/2024.

    Inscrições: através do preenchimento deste formulário

    Regulamento: confira o edital completo

Cultura, centro cultural, Patrocínio

Compartilhe essa notícia